Consumo de quem mora sozinho cresce 6% ao ano; perfil é filão das empresas

Segundo estudo do Sebrae/Abip, que identificou novos perfis de consumidor, quem mora só prima pela praticidade dos produtos

SÃO PAULO – Pessoas que moram sozinhas representam um filão para as empresas, já que o consumo delas cresce, em média, 6% por ano. E esse consumidor independente é responsável por 40% do aumento das vendas de produtos práticos e em porções individuais.

O perfil foi traçado pelo estudo Perspectivas para a Panificação e Confeitaria 2009/2017, realizado pelo Sebrae, em parceria com a Abip (Associação Brasileira da Indústria de Panificação e Confeitaria), divulgado pela Agência Sebrae na quinta-feira (6).

O estudo revela os novos perfis e desejos dos consumidores e serve como guia para o desenvolvimento do setor. Os consumidores que moram sozinhos representam apenas uma parcela desse novo perfil.

De acordo com a pesquisa, eles eram 3,2 milhões em 1996 e devem chegar a 12 milhões em 2016. O estudo constatou que esses consumidores querem praticidade, por isso, produtos com embalagens práticas e serviços de delivery são os preferidos.

InfoMoney (Portal MSN)

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Open chat